O Conselho Regional dos Corretores de Imóveis (CRECI) é o órgão que regulamenta a profissão do corretor de imóveis. 

Além disso, o CRECI dá nome ao registro que todos os corretores devem obter para exercer a profissão no mercado imobiliário. O corretor de imóveis é o profissional responsável por auxiliar compradores e locadores de imóveis com todos os trâmites necessários a esta ação.

Continue neste artigo para saber tudo sobre o CRECI, a sua importância para o mercado imobiliário e como tirá-lo.

Navegue pelo conteúdo

O que é CRECI?

CRECI (Conselho Regional dos Corretores de Imóveis) é um órgão fiscalizador criado em 1962 com o intuito de fiscalizar, controlar e regulamentar o trabalho de imobiliárias e corretores de imóveis, conforme a Lei Federal 6.530/78.

Apenas profissionais registrados pelo CRECI podem exercer a profissão e fazer o registro de propriedades para compra e venda… Enfim, todas as transações imobiliárias. 

Cada estado brasileiro possui uma sede do CRECI, que atua como extensão estadual do Conselho Federal dos Corretores de Imóveis (COFECI). 

O registro feito pelo profissional corretor de imóveis junto ao CRECI, que leva o mesmo nome que o órgão, é exigido e regulamentado pela Lei Federal 6.530/78. Portanto, o CRECI é fundamental para qualquer negociação imobiliária. 

Assim, se você quer se tornar um corretor imobiliário, o primeiro passo é tirar o CRECI. Além disso, você precisa:

  • Ter mais de 18 anos;
  • Ter o ensino médio completo;
  • Se matricular em um curso de especialização de corretores de imóveis para saber como tirar o CRECI. 

Feito isso, você pode solicitar o registo (vamos te ensinar como abaixo) e exercer a função de corretor imobiliário. Lembrando que, como é sempre bom estudar e ter conhecimentos, fazer um curso de graduação na área só tem a agregar! 

Veja mais: Conheça os segredos dos corretores parceiros do QuintoAndar para atender bem

Qual a importância do CRECI?

O CRECI é fundamental para profissionais que querem atuar como corretores no mercado imobiliário, já que sem a certificação a atividade é considerada ilegal. 

Além disso, o CRECI tem o objetivo de garantir que todas as transações imobiliárias sejam feitas com segurança e estejam amparadas pela lei. 

Portanto, o CRECI também é importante para o consumidor, que ao se deparar com um corretor registrado, saberá que está lidando com um profissional habilitado para exercer atividades no setor imobiliário.

Além disso, o profissional credenciado tem acesso a:

  • Autorização para realizar transações imobiliárias legais;
  • Exercer a profissão de acordo com as leis e o código de ética;
  • Credibilidade no setor imobiliário;
  • Associação e assistência sindical.

O que é necessário para tirar o CRECI?

Para registrar-se no CRECI, o profissional deve ter formação técnica em Transações Imobiliárias ou curso superior em Ciências Imobiliárias/Gestão de Negócios Imobiliários em instituições de ensino credenciadas pelo Conselho Estadual de Educação (CEE) e aprovadas pelo CRECI/COFECI.

A duração de um curso técnico varia entre 10 a 12 meses. Já um curso superior pode durar de 2 a 4 anos. 

Como o intuito dos cursos é preparar o profissional para atuar no setor imobiliário, os estudantes aprendem sobre operações imobiliárias, legislações do setor, construção civil e técnicas de marketing e vendas. 

Para obter o CRECI é ainda obrigatório realizar o Estágio Profissional Supervisionado em uma imobiliária ou com corretor autônomo inscrito no órgão. 

Além disso, como em outras profissões no Brasil, o estágio é realizado junto com o ensino técnico ou superior.

O estágio também requer que o estudante se certifique junto ao CRECI e adquira a carteirinha de estagiário. 

Todas as informações sobre o Estágio Profissional Supervisionado podem ser encontradas no site do CRECI. 

Para obter a carteirinha é necessário pagar uma taxa de inscrição de R$297. O documento é válido por 6 meses, podendo ser prorrogado por mais seis meses. 

Como obter o registro e qual o valor da anuidade?

Com o diploma do curso técnico ou ensino superior nas mãos e o estágio realizado, é hora de registrar-se no CRECI. 

A solicitação deve ser realizada no site do CRECI, onde você deve preencher o formulário de requisição, pagar a taxa de inscrição, anexar os documentos solicitados e protocolar o pedido junto à delegacia do CRECI mais próxima da sua casa.

Note que além da taxa de inscrição que gira em torno de R$633, o CRECI também possui uma anuidade de cerca de R$1.300. Os valores podem variar de estado para estado.

Com a carteira definitiva em mãos, o profissional já pode atuar legalmente no setor imobiliário, tanto como funcionário de alguma imobiliária, como corretor autônomo. 

Caso o profissional não cumpra com o pagamento da anuidade do CRECI, ele pode ser punido judicialmente, além de correr o risco de perder o seu registro e não poder atuar mais no setor. 

Quais os benefícios de ter o CRECI?

O principal e mais importante motivo para ter o CRECI é poder exercer a profissão de corretor de imóveis, como te explicamos acima. Além disso, é essencial estar em conformidade com as normas regulamentadoras da profissão.

Desse modo, os benefícios de se ter um CRECI são: 

  • Autonomia para fazer transações imobiliárias: com a certificação é possível realizar transações imobiliárias sem medo, além disso, no curso de formação são oferecidos materiais para fazer isso de forma prática e fácil;
  • Credibilidade para com os clientes: quando se tem o CRESCI, os clientes sentem confiança de fechar negócios com o corretor. Ou seja, cria-se uma credibilidade com os possíveis clientes;
  • Oportunidades de trabalho em imobiliárias: com o certificado, as chances de conseguir um emprego nas melhores imobiliárias são grandes. 
  • Capacitação profissional: com os cursos oferecidos pelo órgão, o corretor pode sempre se atualizar sobre o mercado e aprender cada dia mais.

Quais as consequências de atuar sem o registro do CRECI?

O CRECI não regulamenta a profissão apenas perante a lei, mas também estabelece todas as regras e condições necessárias para atuação no setor imobiliário. Por isso, os profissionais que não obtêm o registro podem sofrer punições. 

Uma das punições que o corretor pode sofrer ao atuar sem o CRECI é a cível, principalmente em casos onde há falhas nos serviços prestados a um consumidor que acarretam prejuízo financeiro. 

Já em casos específicos como práticas de estelionato em transações imobiliárias, o corretor pode sofrer punição criminal.

Além disso, o profissional que for pego atuando sem o CRECI pode ser multado em até 10 vezes o valor da anuidade do registro. 

Leia Agora: Tudo o que você deve saber sobre os corretores de imóveis

Qual a diferença entre o CRECI Jurídico e o CRECI Físico?

Existem 2 tipos de CRECI: o físico e o jurídico. Desse modo, o físico é para corretores que são autônomos e o jurídico para corretores que querem ter sua própria imobiliária. 

Ou seja, se você quer ser um corretor autônomo, que trabalha para si próprio ou em uma imobiliária como prestador de serviço, você precisa de um CRECI físico. Agora, se você quer ter sua imobiliária, com sede física e afins, você precisa do CRECI jurídico.  

Vale lembrar que, para ter um CRECI jurídico, o corretor precisa, primeiramente, ter em mãos um CRECI físico.

O que é preciso fazer para tirar o CRECI jurídico?

Como falamos acima, o primeiro passo para tirar seu CRECI jurídico é possuir o CRECI físico.

Desse modo, para fazer a solicitação do jurídico, você vai precisar: ‍

  • Requerimento de Inscrição Pessoa Jurídica;
  • Formulário CENSO – COFECI;
  • Constituição ou da Alteração Contratual vigente registradas pela Junta Comercial; 
  • CNPJ – Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica ativo;
  • RG e CPF ou documento de identificação civil; 
  • Cópia da Declaração de Enquadramento caso a empresa seja enquadrada como ME – Microempresa ou EPP – Empresa de Pequeno Porte.

Feito isso, encaminhe todos os documentos necessários na aba ‘inscrição pessoa jurídica’ no site do CRECI do seu estado.

‍Assim, você deverá pagar a taxa de inscrição que é calculada de acordo com o capital social da pessoa jurídica e após o pagamento, um comprovante é enviado para o CRECI, onde será feita a conferência da sua documentação.  ‍

Essa conferência pode durar até 30 dias úteis após o envio dos documentos e se o processo for deferido, seu CRECI jurídico será emitido e você deverá pagar a anuidade do registro que é proporcional ao exercício da profissão. ‍

Como saber se o Corretor de Imóveis e a Imobiliária estão legalizados?

Essa é uma dúvida de várias pessoas que vão comprar ou alugar um imóvel, pois esse tipo de transação é coisa séria e deve ser feito com profissionalismo.

Entretanto, ainda existem vários corretores pelo Brasil que não têm as atribuições legais para desenvolver a profissão e, infelizmente, aplicam golpes.

Desse modo, quando você for comprar ou alugar, prefira uma imobiliária de confiança, mas, ainda, sim, garanta que os corretores que trabalham ali estão legalizados.

Assim, peça o número do registro no CRECI do corretor. Além disso, peça para ver o documento do CRECI. Caso o corretor ou imobiliária não esteja com ele no momento, desconfie.

Esse documento sempre deve estar em posse ou do corretor ou da empresa e, se isso não acontecer, pode ser que eles não sejam legalizados. 

Agora, se eles te passarem o número do registro, acesse o site do CRECI do seu estado e procure na lista de profissionais. Se esse corretor e a empresa estiverem credenciados, eles irão aparecer na lista. Caso negativo, procure outra empresa.

Se você for corretor e está registrado legalmente no CRECI, ofereça essas informações para seus clientes antes deles solicitarem. Isso mostra seu profissionalismo e respeito, além de gerar um relacionamento de confiança com o cliente.

Posso confiar nos corretores certificados no QuintoAndar?

Sim! Se você está procurando um imóvel para alugar ou comprar, o QuintoAndar te conecta com corretores certificados e habilitados para trabalhar legalmente no setor. Além disso, eles também atuam como consultores, auxiliando em todas as etapas do processo de venda e locação e diminuindo a burocracia.

Encontre um cantinho só seu e saiba desde o começo quanto vai gastar.
Encontre um cantinho só seu e saiba desde o começo quanto vai gastar. Comece agora

É corretor? Veja aqui as vantagens de ser um Corretor Parceiro do QuintoAndar e como se tornar um!