Quem nunca se pegou pensando em como seria bom “viver de renda”, não é, mesmo? Pois essa expressão que povoa o imaginário popular, e muitas vezes é repetida sem que se conheça as implicações técnicas de um estilo de vida como esse, nada mais é do que uma tradução bem simplificada da chamada renda passiva

Pois neste artigo vamos te explicar exatamente do que se trata esse tipo de renda e como você pode garantir uma graninha a mais no fim do mês. Ou mesmo adotar esse padrão como a sua principal fonte de recursos. 

Navegue pelo conteúdo:

O que é renda passiva?

Em um resumo muito superficial, podemos dizer que ter uma renda passiva é ganhar dinheiro sem precisar trabalhar de forma ativa e diariamente para isso. 

Mas antes que você se anime, é preciso um alerta: não existe passe de mágica e esse tipo de renda não aparece para você de forma fácil ou, pelo menos, sem algum nível de planejamento – e, inclusive, em alguns casos, de algum nível de trabalho. Pelo menos não para quem não tem a sorte de ganhar na loteria, por exemplo. 

Muitas vezes, a renda passiva pode ser um complemento à renda ativa, que é justamente a que você recebe por meio de salário ou por meio de algum contrato no qual “vende” o seu trabalho. 

Ou seja, é aquela renda que você obtém, de forma periódica e por meios diversos que veremos logo a seguir, sem que isso aconteça em troca do seu trabalho, seja qual for a natureza dele e o regime pelo qual você recebe o pagamento pelos serviços que presta. 

Benefícios exclusivos para uma administração eficiente de múltiplos imóveis.
Benefícios exclusivos para uma administração eficiente de múltiplos imóveis. Vem conhecer

Tipos de renda passiva

A expressão é quase autoexplicativa. Mas você certamente vai entender melhor o que é a renda passiva quando listarmos aqui as formas de obtê-la. 

Basicamente, existe a renda passiva que vem por meio de capital e outras que não demandam aporte inicial algum. 

A maioria delas acaba passando por algum tipo de investimento, de forma a fazer com que o dinheiro trabalhe para você. Mas isso não significa que você não vá trabalhar pela renda passiva. Pelo contrário. E é isso que vamos ver a seguir.

Renda passiva sem capital

Aqui estamos falando de uma renda periódica que você pode receber mas que não é oriunda de um investimento prévio. Veja dois exemplos clássicos:

Direitos autorais

Artistas que têm músicas de sucesso recebem, periodicamente, valores referentes aos direitos autorais pela execução de suas canções, assim como escritores. O direito autoral é uma forma de renda passiva. 

Royalties

O mesmo acontece, por exemplo, caso você invente um produto e consiga a patente dele, ou cria uma marca que passe a ter algum valor de mercado. Nestes casos, você pode cobrar os chamados royalties, que são rendimentos para a cessão de tal produto ou marca para comercialização. 

Renda passiva com capital

Aqui, vamos falar dos tipos mais comuns de renda passiva, que são aqueles gerados após algum tipo de investimento inicial de dinheiro. 

Planejamento financeiro

Fazer um planejamento financeiro para obter uma renda passiva, seja como complemento de renda por um tempo ou para virar sua fonte principal de renda no futuro, não deixa de significar algum nível de trabalho, na verdade. Pois, como já dissemos, não existe passe de mágica. 

Vejamos algumas das fontes de renda passiva mais comuns:

Aluguel de imóveis

Se você tem um imóvel próprio fechado e sem uso, você tem nas mãos uma fonte de renda passiva. Afinal de contas, ao disponibilizar a sua propriedade para locação, você passará a receber mensalmente um valor de aluguel por parte do inquilino. Ou seja: irá ganhar dinheiro sem que seja em troca do seu trabalho, o que caracteriza a renda passiva.

O investimento em imóveis, inclusive, é uma prática muito tradicional e segura para quem deseja colocar o seu dinheiro para render sem correr grandes riscos.

+ Leia também:
E-book: Guia de como investir em imóveis
Enquanto imóvel teve valorização de 33,5% em três anos, ganhos com renda fixa ficaram em 3,7%

Renda fixa

Investir em renda fixa, apesar de o nome sugerir, não significa que a sua renda passiva periódica será sempre a mesma. Quer dizer que o capital investido seguirá sendo valorizado todos os meses de acordo com um mesmo percentual, que pode ser prefixado – caso em que o valor é acordado na assinatura do contrato – ou pós-fixado, que é quando o rendimento do valor investido está atrelados ao percentual de algum indicador econômico, como a taxa básica de juros (Selic) ou mesmo o IPCA, que é a inflação oficial do país. 

Entre os tipos de investimento em renda fixa estão:

  • Caderneta de poupança*
  • Letras de Crédito Imobiliário (LCI)
  • Letras de Crédito do Agronegócio (LCA)
  • Tesouro Direto
  • Certificados de Recebíveis Imobiliário (CRI)
  • Certificados de Depósito Bancário (CDB)

* A Caderneta de Poupança é o tipo de investimento mais popular, seguro e acessível entre todos, mas não está valendo a pena, pois sua rentabilidade é muito baixa. Isso significa que a sua renda passiva, apesar de frequente, fica longe de render tanto quanto as outras opções. 

Renda variável

Já a renda variável é aquela em que o investimento não tem qualquer tipo de garantia de uma rentabilidade fixa ou nem mesmo a devolução do montante inicial aplicado. E o investidor não sabe de antemão, como na renda fixa, quanto seu dinheiro irá render ao longo do tempo.

É um tipo de investimento mais indicado para pessoas mais experientes no mercado financeiro, uma vez que o investidor corre risco, por exemplo, de na hora em que planejar resgatar o dinheiro, ele estar valendo menos do que no início da aplicação, por conta da desvalorização dos objetos de investimento. 

No entanto, são investimentos que no longo prazo podem render muito mais do que qualquer aplicação em renda fixa. 

Entre os tipos mais populares de investimentos em renda variável estão:

  • Ações e Fundos de ações; 
  • Investimento em ouro;
  • Câmbio (investimentos em moedas, como dólar, euro ou libra)

Seja qual for o caso, um investimento em renda variável deve ser evitado se o seu dinheiro tem a finalidade de ser uma reserva de emergência, por exemplo, pelos riscos que esse tipo de aplicação pode oferecer. 

Saiba como ganhar a renda passiva de um aluguel o mais rápido possível

Ter um imóvel, como já dissemos, é uma ótima forma de se obter uma renda passiva, por meio do aluguel. E o QuintoAndar pode te ajudar. Para isso, o primeiro passo é anunciar sua casa ou apartamento de forma gratuita em nossa plataforma.

Ao alugar seu imóvel com a gente, você faz todo o processo de forma online e sem burocracia. Seu inquilino passa por uma criteriosa análise de crédito e você ainda conta com o Pagamento Garantido QuintoAndar, o que significa que todo dia 12 de cada mês o seu aluguel será depositado mesmo que o locatário atrase ou deixe de pagar. 

Ou seja, é a garantia da sua renda passiva!

Administração de seus imóveis com pagamento garantido e atendimento dedicado.
Administração de seus imóveis com pagamento garantido e atendimento dedicado. Conheça benefícios

O QuintoAndar também oferece uma garantia locatícia para imóveis que são administrados pelo proprietário, evitando, ainda assim, a inadimplência: a Fiança Simples. É uma solução que garante que o proprietário receba os valores de aluguéis, IPTU, condomínio, contas de consumo e multa rescisória mesmo em casos de inadimplência do inquilino. O valor da Fiança Simples pode variar de acordo com o perfil de crédito do locatário e das características do imóvel. Saiba mais sobre esse tipo de garantia locatícia disponível para imóveis administrados pelo proprietário aqui.