Ao alugar um imóvel, é preciso ter em mente que você assume a responsabilidade por sua manutenção diária para viver sempre em segurança.Por isso, o seguro obrigatório contra incêndio é uma ferramenta muito importante.

Descuidos do dia a dia podem causar perigosos incêndios em sua casa. Só no Estado de São Paulo, este número subiu 60% em 2020, segundo o Corpo de Bombeiros, e o álcool gel, tão necessário na pandemia, tem sido um dos vilões. 

Quando falamos em prevenção contra incêndios, todo cuidado é pouco. O assunto é levado a sério no QuintoAndar, a maior imobiliária digital da América Latina, e neste post você vai entender o que fazemos pela sua segurança durante o aluguel do imóvel. 

Navegue pelo conteúdo:

O que é o seguro obrigatório contra incêndio?

O seguro obrigatório contra incêndio é uma garantia que serve para cobrir os danos causados por incidentes gerados pelo fogo, iniciado dentro da residência ou não, exceto em casos criminosos. 

A obrigatoriedade é apenas para apartamentos e condomínios. No caso de casas, esse seguro é facultativo, mas altamente recomendável. Por isso, todas as locações realizadas no QuintoAndar contemplam a taxa. 

Assim, o dono do imóvel fica coberto caso algum incêndio danifique sua propriedade e o inquilino não sai no prejuízo com a trágica perda de seus bens. 

Como funciona o seguro contra incêndio?

Se houver uma abertura de sinistro (no caso, se houver um incêndio), a seguradora envia profissionais para solucionar o problema e oferece cobertura até um certo valor para que os reparos necessários sejam realizados. 

A cobertura é bastante ampla e pode incluir todo o conteúdo dentro do imóvel, como: 

  • Eletrodomésticos
  • Eletroeletrônicos
  • Móveis
  • Utensílios domésticos
  • Roupas
  • Brinquedos
  • Utensílios domésticos

O seguro incêndio protege, ainda, contra riscos como desmoronamento e inclui custos gerados no combate ao fogo. 

Algumas seguradoras oferecem serviços adicionais em sua cobertura. É o caso de chaveiro, eletricista, vidraceiro, caça-vazamentos, entre outros, o que é interessante para o inquilino.

A importância do seguro contra incêndio

Conversamos com Renan Maglione, Coordenador de Operações do QuintoAndar, sobre a importância do seguro obrigatório contra incêndio. 

“Acredito que a maior importância do seguro é garantir a integridade do imóvel em caso de incêndio. Mas, além disso, ele também tem cobertura em caso de queda de raio, explosão de qualquer natureza e queda de aeronaves”, explica o profissional. 

Quem deve pagar o seguro obrigatório contra incêndio: proprietário ou inquilino?Segundo a Lei do Inquilinato, a responsabilidade pelo seguro complementar contra fogo é do locador, ou seja, do proprietário. No entanto, é possível estabelecer outra responsabilidade nos contratos. 

Por isso, o comum é que quando você aluga um imóvel, o contrato estabeleça que a responsabilidade pelo pagamento deste seguro seja do inquilino. 

Para facilitar, no QuintoAndar essa despesa já vem inclusa no boleto mensal, junto com a cobrança de aluguel e do IPTU.

Quem deve pagar o seguro obrigatório contra incêndio: proprietário ou inquilino?

Segundo a Lei do Inquilinato, a responsabilidade pelo seguro complementar contra fogo é do locador, ou seja, do proprietário. No entanto, é possível estabelecer outra responsabilidade nos contratos. 

Por isso, o comum é que quando você aluga um imóvel, o contrato estabeleça que a responsabilidade pelo pagamento deste seguro seja do inquilino. 

Para facilitar, no QuintoAndar essa despesa já vem inclusa no boleto mensal, junto com a cobrança de aluguel e do IPTU.

Qual é o valor do seguro incêndio?

O custo do seguro incêndio varia bastante, pois depende do valor e da localização do imóvel, além dos itens que são cobertos pela garantia (quanto maior a cobertura, mais caro fica o seguro).

Entretanto, se considerarmos todos os serviços que serão necessários em caso de danos causados pelo fogo, desde a compra de móveis e equipamentos até como reparos, reformas e pinturas, você verá que o valor é bastante acessível.

Ou seja, compensa muito pagar por esta proteção!

Dicas de prevenção contra incêndio

Seguro obrigatório - velas aromáticas

O nosso especialista aproveitou para listar uma série de dicas para se prevenir dos incêndios nas residências e lembra que, tão essencial quanto o  seguro obrigatório são os cuidados tomados no dia a dia.

Veja as dicas do Renan para o MeuLugar:

Velas, fósforos e cigarros

Evite usar velas em ocorrências de falta de luz. O ideal é que você tenha luzes de emergência e lanternas. 

Se for usar velas aromáticas ou para iluminar um jantar romântico, certifique-se de que elas estejam num recipiente seguro e sempre supervisionadas por algum adulto.

Procure não fumar em locais fechados ou de pouca ventilação – e evite o cigarro em situações de muito cansaço, em que você pode adormecer e deixá-lo aceso. Sempre apague o cigarro em locais apropriados, como em cinzeiros ou em caixas de areia.

No caso de fósforo, não jogue na lata de lixo imediatamente após usá-lo. Procure molhar a cabeça do fósforo antes de descartá-lo.

Álcool em gel

O álcool em gel 70% havia sido banido do mercado pois causava acidentes e incêndio, mas precisou voltar às prateleiras para a prevençãocontra a Covid-19.

Em contato com o fogo, o produto possui chamas invisíveis que dificultam a percepção imediata do acidente, podendo causar queimaduras, explosões e incêndios nas residências. 

Por isso, não aproxime as mãos ou objetos ainda úmidos de álcool de possíveis fontes de faíscas, fogo ou calor, como isqueiros, fogão e forno. Na hora de guardar o produto, garanta que ele está fechado e armazenado em um local seco e ventilado. 

Rede elétrica

Sempre realize manutenções e ajustes na rede elétrica com um especialista. E em casos de anomalia ou comportamentos estranhos da rede, solicite a avaliação de um profissional o quanto antes.

Plugues e tomadas

Utilize tomadas com a amperagem correta para eletrodomésticos e eletroeletrônicos de alto consumo. É o caso de geladeiras, máquinas de lavar, cafeteiras e secadores de cabelos.

Com o padrão brasileiro, o mercado passou a comercializar duas combinações: plugues com dois ou três pinos redondos, enquanto as tomadas passaram a ter três orifícios de 4 mm ou 4,8 mm. De acordo com o Inmetro, a padronização é uma medida de segurança, pois diminui as possibilidades de choques elétricos e incêndios.

Plugues com pinos finos  (4 mm) são usados em aparelhos com corrente nominal de até 10 ampères. Já os mais grossos (4,8 mm) são adequados para equipamentos de até 20 ampères. A distinção é necessária para evitar que um equipamento de maior potência seja ligado num ponto não preparado.

Chuveiros elétricos

Precisou trocar o chuveiro? Verifique a capacidade da rede elétrica, pois um aparelho com potência superior jamais deve ser instalado no local. 

Se você não tiver familiaridade com instalações elétricas, vale a pena contar com um profissional para esse serviço.

Adaptadores e extensões

Em cômodos usados para home office, por exemplo, é comum que vários equipamentos precisem ser ligados – como impressora, notebooks, monitores, entre outros.  Em vez de extensões ou adaptadores, opte por um NoBreak.

Esse tipo de equipamento regula a voltagem e a pureza da energia que chega aos aparelhos conectados a ele,  e ainda oferece proteção contra picos de energia.

Ar condicionado

Cada aparelho deve ser instalado a um disjuntor exclusivo. É o disjuntor que protege os circuitos, evitando que a corrente elétrica ultrapasse seu limite de intensidade. Quando isso acontece, em picos de energia, por exemplo, ele desarma automaticamente. Isso preserva o ar condicionado de curtos e aquecimentos, além do risco de incêndios.

Para a instalação, é essencial contratar um profissional qualificado, preferencialmente credenciado pela marca do seu aparelho. 

Na instalação, é importante que fios e padrões de amperagem do disjuntor sejam respeitados. E na hora de escolher um aparelho, saiba como calcular os BTUs de acordo com o tamanho do cômodo, para economizar ao máximo no consumo de energia.

Ferro de passar roupas

É um dos eletrodomésticos que merecem maior atenção. Lembre-se de desligá-lo da tomada sempre que terminar de usar. 

O ferro gasta bastante energia elétrica. Por isso, dê uma olhada nessa nossa matéria sobre economia, para pegar dicas sobre como usá-lo!  

Fogão

Jamais deixe fogões e fornos ligados sem supervisão. 

Não tem problema colocar um bolo no forno ou uma água pra ferver e dar um pulo em outro cômodo, mas é importante sempre ter atenção com o que estiver preparando. Você pode usar, por exemplo, um timer para marcar o tempo de preparo de alguma comida. Mas nunca saia de casa com o fogão ligado.

Gás

Seja o gás da rua ou de botijão, mantenha sempre fechado o registro que abre a passagem para o fogão ou para aquecedores do banheiro. Além disso, se detectar algum vazamento de gás, entre em contato com a concessionária fornecedora do serviço imediatamente.

Viagem

Caso você vá fazer alguma viagem longa, desligue a chave geral de energia no quadro de força e siga nossas dicas para encontrar a casa em ordem quando voltar.

Seguro incêndio do QuintoAndar

Como explicamos antes, todos os imóveis locados com o QuintoAndar incluem o seguro contra incêndio

Trabalhamos com a empresa Fairfax e a apólice inclui proteção básica contra incêndio, queda de raio e explosão, com valor de até 100 vezes o da locação.

Se o inquilino preferir, ele pode contratar um serviço à parte, desde que seja similar ou superior ao que oferecemos e, é claro, o proprietário deve estar de acordo. 

Nós já atuamos em mais de 40 cidades do Brasil, e você pode encontrar, em qualquer uma delas, casas, apartamentos, kitnets, casas em condomínios e outros tipos de imóveis em que você sonha em viver. 

Aproveite para fazer um tour virtual pelo local escolhido e, se quiser, você pode ver o imóvel com os seus próprios olhos, basta agendar uma visita. 

Depois, os nossos consultores especializados vão te ajudar a fechar o negócio, sem burocracia, fiador, com as opções da Fiança Garantida ou caução, também auxiliando e explicando sobre o seguro obrigatório contra incêndio.