O Brasil é um país de dimensões continentais e com forte atuação da natureza. Dependendo da região, ter um seguro residencial que cobre desastres naturais como enchentes, vendavais ou deslizamentos de terra pode ser essencial.

Ao nos depararmos com tragédias naturais, como as enchentes do Rio Grande do Sul, em que muitas pessoas perdem suas casas e tudo o que tinham, é natural buscar alternativas para se proteger de fenômenos similares. Os seguros residenciais, por exemplo, cobrem desastres naturais?

Neste artigo, damos um panorama geral sobre a relação dos seguros residenciais com os desastres naturais e trazemos alguns detalhes para prestar atenção para garantir que seu patrimônio esteja bem protegido.

Navegue pelo conteúdo:

A importância de ter um seguro residencial contra desastres naturais

De acordo com a Federação Nacional de Seguros Gerais (FenSeg), o número de seguros residenciais contratados em 2023 subiu 13% em relação ao ano anterior.

Embora ainda seja negligenciado em relação ao seguro automotivo, por exemplo, em função da sinistralidade mais baixa, o seguro residencial pode ser fundamental para a estabilidade financeira de uma família.

Afinal, um imóvel é um bem de alto valor agregado, que geralmente ocupa uma fatia relevante de um patrimônio familiar e muitas vezes possui uma dívida de financiamento atrelada a ele.

Isso sem falar em todo o investimento relativo a mobília e reformas, o que eleva o prejuízo em caso de um desastre inesperado.

Quando falamos em desastres naturais, trata-se de fenômenos da natureza que não podem ser evitados, como vendavais, deslizamentos de terra e inundações, todos com potenciais catastróficos em termos de prejuízos.

Claro, dependendo da região em que se está, tanto o seguro no geral como as coberturas específicas de cada fenômeno podem ser mais necessários ou não.

Encontre o imóvel ideal sabendo quanto vai gastar desde o início
Encontre o imóvel ideal sabendo quanto vai gastar desde o início Compre o seu

Mas afinal, seguro residencial cobre desastre natural?

Parece simplista dizer, mas depende de cada seguro. É importante verificar na apólice a cobertura de cada seguro, bem como as condições para que essa cobertura possa ser acionada.

Quem deve informar o que está incluso ou não, bem como os detalhes de cada item, é a própria seguradora.

O seguro contra enchentes, por exemplo, geralmente não está incluído na cobertura básica das seguradoras e deve ser contratado de maneira independente, como um serviço adicional. Segundo a FenSeg, apenas 15% dos lares brasileiros estão protegidos contra as enchentes.

Outro ponto importante é perguntar a que fenômeno específico cada termo se refere. Por exemplo: enchente, inundação e alagamento, apesar de parecerem idênticos, são fenômenos naturais diferentes.

Informar-se sobre isso pode evitar que seu imóvel, caso acometido por um alagamento, não esteja apenas segurado contra inundações.

Sobre as condições de cada cobertura, também é um item importante para ficar atento. No caso das enchentes, por exemplo, o gatilho do seguro pode ser ativado apenas após determinado volume de chuva na região.

Quanto custa um seguro residencial contra desastres naturais?

Como qualquer seguro, o preço de uma cobertura residencial contra desastres naturais vai depender, principalmente, da sinistralidade do evento segurado.

Por exemplo: se você vive em uma localidade com alto índice de chuvas, provavelmente o preço de um seguro contra enchentes e inundações será mais alto do que em uma região mais seca.

O mesmo vale para outros fenômenos naturais, como vendavais, deslizamentos de terra, granizo ou geadas.

Com a consolidação das mudanças climáticas, inclusive, a tendência é a de que a sinistralidade de eventos naturais aumente, o que tende a elevar o preço dos seguros.

Vai comprar um imóvel? Tenha uma equipe de especialistas do QuintoAndar para te ajudar

Assim como o seguro residencial, ao comprar um imóvel, especialmente pela primeira vez, é preciso lidar com uma série de processos que exigem informação e conhecimento especializados. 

Por conta disso, é fundamental contar com o apoio de profissionais que possam te orientar ao longo da compra, seja na fase de busca e negociação, nos trâmites burocráticos ou nos cuidados pós-venda.

No QuintoAndar, compradores e vendedores têm acesso, ao longo de toda a transação, a um suporte completo para garantir a segurança do processo:

  • Corretores credenciados e qualificados;
  • Especialistas em negociação;
  • Auditores responsáveis pela diligência da documentação;
  • Profissionais de pós-venda, que ajudarão com toda a burocracia de registro e financiamento.

Tudo isso em meio a uma plataforma ágil, simples e intuitiva, para que a experiência de comprar e vender um imóvel seja segura e, ao mesmo tempo, sem “dores de cabeça” desnecessárias.

Mais de 150 mil imóveis; a sua história começa no QuintoAndar
Mais de 150 mil imóveis; a sua história começa no QuintoAndar Compre o seu